28 de março de 2010

Adeus Nova Zelândia

Clique na foto para acessar o álbum!


Fomos presenteados na viagem de volta para Auckland por um lindo dia de Sol e apreciamos da janela do avião o impressionante relevo da Nova Zelândia, muitas montanhas, picos nevados e antigos vulcões.
No trajeto de volta para Los Angeles voamos pela Emirate, no maior avião de passageiros do mundo o A380, impressionante.

27 de março de 2010

Queenstown (Mildford Sound)

Clique na foto para acessar o álbum!

Chegou o grande dia de conhecer o famoso Milford Sound. O passeio começava as 7 horas da manhã, quase perdemos o passeio porque o despertador não funcionou, pulamos da cama e em 5 mnutos estavamos no Lobby do Hotel (sinistro). O passeio de ônibus até o estreito demorava 4 horas sob uma paisagem muito linda pelas montanhas da ilha sul da Nova Zelandia. Dá para entender porque estas cordilheiras estão sempre com nuvens, elas surgem do mar e alcançam a altura de 3.000 metros de altura com neve eterna no cume atraindo a umidade do mar. Neste ambiente, entramos no barco e navegamos pelo estreito com escarpas lindas e diversas cachoeiras, mar calmo com direito a ver focas se divertindo na região.

Queenstown (DartRiver)

Clique na foto para acessar o álbum!


Fizemos um passeio sensacional pelos riachos e corredeiras formadas pelo derretimento dos glaciares. A subida foi emocionante e em alta velocidade por um Jet Boat (barco com propulsão a jato) ziguezagueando pelos riachos, congelando o nariz e, de vez em quando, dando um 360º !!! Depois de meia hora frenética saltamos para terra firme, inflamos nossos caiques e descemos as corredeiras, nem sempre tão calmas, o passeio de volta demorou 3 horas com parada para almoço ao lado de uma gruta com água verde clara colada na floresta (sensacional!!!!).
Só tinha a gente na região, sem casas, sem barulho, pura natureza com a geografia do filme Senhor dos Anéis de fundo...Não precisa dizer mais nada...

17 de março de 2010

10 de março de 2010

Rotorua

Clique na foto para acessar o álbum!

Na capital do turismo de aventura da Nova Zelândia, não fizemos Bung Jump, mas conhecemos as raízes da cultura Maori, e a maior estação termal do mundo. É impressionante a força da natureza, nesta cidade, que está localizada exatamente entre a placa tectônica do Pacífico e da Índia-Australia, ocorreu em 1886 o maior vulcão dos últimos 5.000 anos destruindo a cidade mas deixando “belas marcas”.
Na ida visitamos a vila Maori chamada Whakarewarewa, que procura manter os antigos hábitos e costumes e possui em sua aldeia Geisers e poços de lama borbulhante que alcançam a temperatura de mais de 200 graus!!! No final do dia relaxamos nas águas termais no Polynesian SPA.
Fomos jantar num restaurante francês, maravilhoso, com direito a um bom vinho da Nova Zelândia. (nas fotos, vocês podem ver um dos pratos que apreciamos). Recomendamos a todos o Bistrô 1284 (Eruera St 1284).
No dia seguinte fomos na estação Geotermal Wai-o-tapu ver as marcas deixada pelo antigo vulcão da região, impressionante, tiramos algumas fotos, mas acho difícil transmitir a grandiosidade da região...
No retorno para Auckland passamos pelas cavernas de Waitomo, onde pudemos passear pelas formações geológicas e por um passeio de barco no mais total breu ver as colônias de vagalumes formarem uma verdadeira constelação de estrelas em baixo da terra.
Estamos saindo agora em direção a Quenstown, nossa última parada...

8 de março de 2010

Auckland

Clique na foto para acessar o álbum!

Foi a nossa porta de entrada na Nova Zelândia, do avião já foi possível perceber que o país possui grandes belezas naturais. Auckland não possui grandes atrações turísticas, o que é possível constatar pelas poucas fotos da cidade.
No domingo, pegamos o ferryboat e fomos para Waiheke Island, o tempo estava ótimo, muito sol e deu até para curtir a praia.
A ilha possui diversas mansões, é recheada de vinícolas, marinas e praias, uma mais linda que a outra. Ficamos na última praia chamada Onetangi, depois almoçamos um típico pernil de ovelha no restaurante da praia e voltamos por volta das 17 hs e fomos correr no parque próximo do hotel.
Foi um típico dia de domingo!!!!

7 de março de 2010

Mais Sidney

Clique na foto para acessar o álbum!

Depois de nosso tradicional café da manhã, pegamos o Ferryboat para Circular Quay (principal estação de barcos/trem/ônibus da cidade), visitamos o símbolo mais marcante de Sidney, o Opera House (fantástico!!!) e, depois de caminhar pelo Botanic Garden, fomos para Paddington, bairro que ainda guarda os traços marcantes da arquitetura vitoriana.
O transporte publico impecável nos levou de volta ao centro, onde pudemos caminhar próximos aos arranha-céus da cidade, inclusive a Sydney Tower. Para fechar o dia passeamos pela região chamada The Rocks.
No dia seguinte, fomos para a famosa praia Bondi Beach, mas como o clima não ajudou, tiramos algumas fotos e almoçamos num restaurante Thai maravilhoso na praia (Wak Noodle bar, 7/164 Campbell Pde), segundo a Ju, o melhor Thai que ela já viu, tinha até arroz integral.
O mais curioso da praia é que Bondi Beach é um point fortíssimo de surfistas e por conta disso, só é permitido se banhar no meio da praia, daí vem a expressão da grife de roupas australiana: Between the Flags (BTF).
Para fechar o pacote de Sidney fomos a Darling Harbour, mas como estava chovendo, não ficamos muito tempo.
De noite só nos restou tomar um vinho no restaurante italiano próximo do hotel.
Dica: Para quem vai/volta do aeroporto, use o trem, funciona muito bem!

4 de março de 2010

Sidney

Clique na foto para acessar o álbum!!!
É uma cidade para se morar, tem toda a infraestrutura de uma grande cidade mas com ar de cidade pequena, não é a toa que os brasileiros adotaram a cidade. Por aqui se vê diversos brasileiros, ao contrario de Melbourne. Para vocês terem uma idéia, do lado do nosso hotel tem um restaurante de BBQ chamado Brazuca.
Estamos hospedados em Manly (num hotel de frente pra uma paria maravilhosa) que fica a 30 minutos do centro de Sidney por Ferriboat.
Ao contrario do que dizem, a comida aqui é muito boa, almoçamos num restaurante Thai que recomendamos a todos.
No final da tarde, nos juntamos a centenas de australianos que estavam praticando esporte na praia e fomos correr pela orla, podemos dizer que a cidade transpira esporte (vôlei de praia, corrida, vela).
De noite saímos para jantar e percebemos que o bar do nosso hotel era o point da galera australiana. Realmente o bar é muito lindo com uma arquitetura bem moderna.
A noite termina cedo, às 22:00 as coisas começam a fechar.
Dicas:
Restaurante: Mortar Pestle (Thai food em Manly, 02 Darley Rd.)
Dê preferência para se hospedar em Manly, ao invés de ficar em Sidney

Melbourne - Day Tour

Clique na foto para acessar o álbum!


Day Tours: Foram 2 dias de passeios fantásticos!!!!!
Penguin Parade - ver os pinguins saindo do mar e caminhando em grupo no meio da natureza não tem preço, eles são lindos, são os menores pingüins do mundo (50 cm). Para completar o passeio, tem uma visita a fábrica de chocolate (Hummmm). Infelizmente não temos fotos dos pingüins, pois é proibido levar máquina para o local.
Outro momento fantástico foi ver os Koalas, parecem de pelúcia, vivem dormindo.
Dica: levar roupa de frio para ver os pingüins (gorro, luva, cobertor...)
Great Ocean Road - visual sensacional, imperdível, mas impossível pensar em ir a praia, o vento é muito frio.
Fizemos nossos passeios com a www.gowest.com.au