10 de março de 2010

Rotorua

Clique na foto para acessar o álbum!

Na capital do turismo de aventura da Nova Zelândia, não fizemos Bung Jump, mas conhecemos as raízes da cultura Maori, e a maior estação termal do mundo. É impressionante a força da natureza, nesta cidade, que está localizada exatamente entre a placa tectônica do Pacífico e da Índia-Australia, ocorreu em 1886 o maior vulcão dos últimos 5.000 anos destruindo a cidade mas deixando “belas marcas”.
Na ida visitamos a vila Maori chamada Whakarewarewa, que procura manter os antigos hábitos e costumes e possui em sua aldeia Geisers e poços de lama borbulhante que alcançam a temperatura de mais de 200 graus!!! No final do dia relaxamos nas águas termais no Polynesian SPA.
Fomos jantar num restaurante francês, maravilhoso, com direito a um bom vinho da Nova Zelândia. (nas fotos, vocês podem ver um dos pratos que apreciamos). Recomendamos a todos o Bistrô 1284 (Eruera St 1284).
No dia seguinte fomos na estação Geotermal Wai-o-tapu ver as marcas deixada pelo antigo vulcão da região, impressionante, tiramos algumas fotos, mas acho difícil transmitir a grandiosidade da região...
No retorno para Auckland passamos pelas cavernas de Waitomo, onde pudemos passear pelas formações geológicas e por um passeio de barco no mais total breu ver as colônias de vagalumes formarem uma verdadeira constelação de estrelas em baixo da terra.
Estamos saindo agora em direção a Quenstown, nossa última parada...

Nenhum comentário: